Notícias

Escritora Wanda Monteiro é homenageada por estudantes
14/11/2019
Weldon Luciano
Homenagem à escritora Wanda Monteiro
Weldon Luciano
Weldon Luciano
Weldon Luciano
Weldon Luciano


Mais um colégio foi contemplado pelo projeto Portal do Conhecimento promovido pela Imprensa Oficial do Estado do Pará (Ioepa). Com apoio da Secretaria de Estado de Cultura (Secult) e a Secretaria de Estado de Educação (Seduc), um escritor paraense visita o ambiente escolar e promove um bate papo com público. A atividade é uma ação da Festa Literária de Santarém, que faz parte da 23ª Feira Pan-Amazônica do Livro e das Multivozes. Nesta quarta-feira, a escritora Wanda Monteiro esteve no Colégio Álvaro Adolfo, onde foi homenageada.


Quando adentrou o colégio Wanda imediatamente recebeu o carinho do público. Foi difícil conter a emoção de recepcioná-la e uma calorosa salva de palmas deu início ao encontro entre professores, alunos e autora. Ali estavam mais de 170 alunos representando 5 turmas. A homenageada considerou o momento como extraordinário, com uma troca de energia e experiências que abriu um caminho de possibilidades.


“Tive a emoção de ouvir a fala de jovens que tem maturidade, inteligência e sentimento pela terra deles com profundo entendimento do contexto politico e social que vivemos. Foi extremamente positivo e renovador para a minha alma fazer essa troca de experiência que é muito mais valiosa do que qualquer prêmio que um autor pode receber. Isso é o que todo autor espera quando escreve. Minha profunda gratidão”, disse Wanda.


Em pouco mais de 2 horas a teoria deu lugar a prática. A poesia que era estudada nas aulas de língua portuguesa com alunos do 2º ano do Ensino Médio foi ouvida na voz de quem expressou seus sentimentos em versos. Wanda recitou seus poemas, falou de sua trajetória e lembrou-se do pai, o escritor Benedito Monteiro, grande ícone da literatura paraense, que foi perseguido pela ditadura militar instalada no país em 1964.


Porém, o público não só ouviu. A proposta das multivozes fez com que os alunos pudessem dar a sua opinião e também expressar sua forma de enxergar a poesia e encarar o mundo em volta. Quem já era fã, pode matar a curiosidade e buscar inspiração ainda maior para seguir no mundo literário.


Celrya Cardoso, uma das alunas presentes, conta que a presença da escritora foi uma experiência incrível. Depois que a professora recomendou a leitura de suas obras, ela passou a se interessar pela história de Wanda Monteiro. Aproveitou o momento para fazer perguntas e tirar uma foto.


“Quando ela chegou sentimos uma vibração muito boa e fiquei muito apaixonada pelas obras e por ela representar tão bem a Amazônia. Inspirou-nos a comprar os livros e a ler mais. Deu para perceber também que existem colegas que escrevem e que a partir deste contato estão ainda mais motivados a produzirem. Foi algo muito motivador”, declara a aluna.

Vozes do Imaginário- Wanda Monteiro participou pela parte da noite da roda de conversa promovida pela Secult no palco do Espaço Pérola do Tapajós. O tema foi Vozes do Imaginário e contou com a mediação do escritor e professor alenquerense Wildson Queiroz.


Wanda Monteiro- Advogada e escritora, amazônida nascida em Alenquer, tem seus textos publicadas em várias revistas literárias, virtuais e impressas, tais como: Acrobata, Diversos Afins, Gueto, Ruído Manifesto, Mallarmargens, Zona da Palavra, Intacta Retina, Relevo, In Comunidades, LiteraturaBr e outras. Atua como colaboradora em vários movimentos de incentivo à leitura no Brasil. Obras publicadas: O Beijo da Chuva (2008), Duas Mulheres Entardecendo (2015), Aquatempo (2016) e A Liturgia do Tempo e outros silêncios (2019).


Colégio Álvaro Adolfo- O nome do colégio é homenagem ao político paraense Álvaro Adolfo da Silveira, que faleceu em 1959, no exercício do mandato de senador da República pelo Pará. Com quase 6 décadas de história é um dos maiores e mais importantes do Ensino Médio em Santarém. Possui cerca de 1500 alunos.

Texto e fotos: Weldon Luciano

Fonte: