Notícias

Estande da Ioepa realiza noite de autógrafos com o autor do livro Terra Preta
15/11/2019
Weldon Luciano
Noite de autógrafos com o autor do livro Terra Preta
Weldon Luciano
O escritor, Edvaldo Pereira autografando o seu livro, Terra Preta
Weldon Luciano
Weldon Luciano
Weldon Luciano


A Imprensa Oficial do Estado do Pará (Ioepa) realizou nesta quinta-feira (14), uma noite de autógrafos com o escritor Edvaldo Pereira, autor do livro Terra Preta. A iniciativa ocorreu no estande da Ioepa, na Festa Literária de Santarém, sediada no Espaço Pérola do Tapajós, como parte da programação da na 23ª Feira Pan-Amazônica do Livro e das Multivozes.

O evento contou com a participação de diversas personalidades, como o Secretário Regional do Tapajós, Henderson Pinto; o ex-Deputado Estadual, Carlos Martins e o pesquisador e escritor Cristovam Sena. Estiveram presentes também familiares e amigos que prestigiaram o trabalho do autor. Edvaldo agradeceu o apoio da Ioepa na execução do projeto.

“É uma das coisas mais interessantes desse processo de realização de feira de livro, que é esse apoio que a Imprensa Oficial do Estado tem dado à publicação de autores regionais. Acho isso muito importante, sendo um espaço que se abre e que deve ser aproveitado, porque em um Brasil tão carente de leitura, conhecimento e divulgação científica ações como essa são uma alternativa”.

A obra é resultado de uma pesquisa científica desenvolvida entre os anos de 2011 e 2017, partindo de uma observação de como a população de Santarém se relaciona com seu patrimônio arqueológico e cultural, como na agricultura familiar e construção civil, além de despertar curiosidade e conscientização para a preservação deste rico acervo.

O livro denuncia a exploração comercial da terra preta na Amazônia, em especial na região de Santarém, sem o devido desenvolvimento de pesquisas mais aprofundadas com esse tipo de solo, inclusive para seu aproveitamento de forma sustentável na agricultura, bem como em relação aos incontáveis artefatos arqueológicos nele encontrados, e que, inclusive, foram registrados por cronistas e naturalistas desde o século XVI.

Para o biólogo Sidcley Matos, que adquiriu um exemplar, a obra aborda um tema de muita relevância e que o evento foi uma oportunidade única de interagir com quem escreveu o livro e aprofundar um pouco mais os conhecimentos. “Nós que somos santarenos e herdeiros desta história e de todo esse legado temos que ter esse conhecimento e conscientização. Ler esta obra é algo encantador e por meio dela é possível viajar na história dos povos que aqui viveram há muito tempo atrás. Para quem é leitor, ter contato com o autor e ter essa conversa, onde ele pode explicar como chegou a este resultado é muito satisfatório”.

SOBRE O AUTOR: Edvaldo Pereira é arqueólogo, formado pela Universidade Federal do Oeste do Pará (Ufopa) e presta consultoria científica para empresas de Arqueologia Preventiva com atuação em todo Brasil. Atua também como jornalista e fotógrafo.

Texto e fotos: Weldon Luciano

Fonte: